quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Gás vindo do esgoto é convertido em energia hidráulica

Gerar energia hidráulica a partir do esgoto é um sonho que já tem aplicação prática em Fortaleza. Na Estação de Tratamento de Esgoto do Aracapé, a Cagece implantou um sistema, como forma de projeto piloto, que recolhe o gás produzido pelo tratamento do esgoto e o utiliza no funcionamento de uma motobomba da própria estação. O processo tem duas vantagens em termos ecológicos. Por um lado, evita o lançamento para o meio ambiente de um gás que contribui para o efeito estufa. Por outro, o gasto com energia também se encontra reduzido, o que torna um processo mais sustentável.
Segundo os dados levantados desde 2010, em média, a estação de esgoto vem produzindo 870 m3/mês, 29 m3/dia e até 3 m3/hora de biogás. Por enquanto, a produção ainda é muito superior ao consumo. Por exemplo, de 15 de julho a 15 de setembro de 2011, foram consumido pela motobomba apenas 280m3, para funcionar, de segunda a sexta-feira, de 8 horas às 17 horas. O motivo é que o horário funcionamento do equipamento está condicionado, temporariamente, à sua operação manual.
Para melhor viabilizar a utilização do biogás, a Cagece já adquiriu um gerador elétrico a biogás, que, ao ser integrado ao sistema, permitirá a conversão do biogás em energia elétrica 24 horas por dia. Outro resultado interessante das coletas feitas até agora é que as análises da qualidade do biogás mostraram uma composição média significativa de 75% de metano (acima da média encontrada na literatura), além de 8 % de gás carbônico e 17 % de nitrogênio.
A Estação de Esgoto do Aracapé utiliza um sistema de tratamento anaeróbio, onde a matéria orgânica se degrada em um ambiente com ausência de oxigênio. A motobomba tem como função bombear o esgoto até o sistema de tratamento. No reator, as bactérias anaeróbias convertem o material orgânico nos gases metano (CH4), dióxido de carbono (CO2) e gás sulfídrico (H2S).

Efeito estufa
O gás metano e o dióxido de carbono contribuem para o efeito estufa. Convencionou-se calcular as emissões de determinada atividade usando como referência a quantidade de CO2 equivalente. No caso da estação da Cagece, foram consumidos 280 m3 de biogás (em 60 dias), o que corresponde a 0,15 tonelada de metano, ou seja, três toneladas de CO2.
Quando da instalação do gerador, a previsão é chegar a um consumo de 200 toneladas de CO2 equivalentes ao ano. O cálculo do potencial de aquecimento leva em conta que o metano apresenta um potencial de aquecimento 21 vezes superior ao CO2. Isso significa que uma tonelada de metano, correspondente a 21 toneladas de CO2, foram retiradas do meio ambiente.
27.09.2011
Assessoria de Imprensa da Cagece
Sabrina Lemos ( sabrina.lemos@cagece.com.br . Tel: 85 3101.1826/8878.8932)

Nenhum comentário:

Postar um comentário