terça-feira, 23 de abril de 2013

Como cultivar uma horta caseira


Confira orientações de como plantar ervas e hortaliças no jardim ou na varanda

NATHALIA TAVOLIERI, COM RENATO TANIGAWA (INFOGRAFIA) E NATÁLIA DURÃES (ARTE)
Enviar por e-mail
|
Imprimir
|
Comentários
Usar ervas frescas, sem agrotóxicos e colhidas em casa para cozinhar pode parecer algo viável apenas para quem tem muito espaço e tempo para se dedicar às plantas. ÉPOCA mostra que essa ideia está errada. Para os que têm jardim em casa, poucos centímetros de um canteiro já bastam para o plantio. Quem não conta com espaços verdes pode optar por vasinhos, jardineiras ou mesmo pelas hortas verticais – vasos presos na parede por suportes. A herborista Silvia Jeha, da Sabor de Fazenda, explica no vídeo ao lado que com poucos minutos por dia é possível cultivar temperos frescos e de qualidade.
Confira as orientações e cuidados iniciais:
dicas_horta (Foto: Natália Durães / Editora Globo)
>> Paladar
Além de divertida, a jardinagem caseira é uma atividade saudável. Estudos da Federação de Fazendas Urbanas e Hortas Comunitárias do Reino Unido afirmam que a prática pode aguçar o apetite, evitar a insônia e beneficiar os sistemas respiratório e cardiovascular. O consumo do que é produzido na jardinagem também traz bons resultados para o corpo. Segundo a nutricionista funcional Regina Dencker, a horta caseira pode ajudar a melhorar a nutrição de toda a família. "Alimentos cultivados em casa, sem agrotóxicos, apresentam maior quantidade de fitoquímicos e concentração de nutrientes".
 As ervas cultivadas em casa podem temperar pratos simples, preparados no dia a dia do lar, como massas, carnes, grãos, legumes e saladas. E em vez de comprar um maço inteiro de hortelã, por exemplo, para uma receita que pede apenas duas folhinhas, é só colher a quantidade necessária na sua horta. Sem desperdícios.
Aprenda no vídeo ao lado uma maneira fácil e rápida de temperar manteiga com ervas frescas.
>> Compostagem
Para cultivar uma horta sem produtos químicos, é indicado fortalecer a terra com adubo natural, que pode ser feito a partir dos resíduos orgânicos produzidos em casa, como restos ou partes estragadas de frutas, legumes e outros alimentos, além de papel e folhas secas. O adubo orgânico é obtido por meio do processo dacompostagem. Nos jardins das casas, pode ser feita ao ar livre, em um canteiro na sombra. Em apartamentos, há a opção do minhocário, que consiste em três caixas empilhadas, nas quais são depositados os restos orgânicos, folhas secas, terra, minhocas californianas e outros bichos decompositores, como tatus-bola e centopeias. Como resultado, obtêm-se chorume e adubo de minhoca. Novídeo ao lado, a herborista Sabrina Jeha, da Sabor de Fazenda, ensina como fazer a compostagem caseira.
>> Plantas medicinais, aromáticas e condimentares
Entre os benefícios da horta caseira estão uma alimentação mais saudável, ambientes melhor decorados e uma vida menos estressante. Com a orientação da especialista em Produção de Hortaliças da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Rumy Goto, do especialista em Agroecologia, também da Unesp, Filipe Pereira Giardini Bonfim, e do professor do Departamento de Produção Vegetal da Universidade de São Paulo (USP-Esalq), Keigo Minami, ÉPOCA reúne neste infográfico interativo uma relação de ervas e suas principais características de plantio para você encontrar quais espécies combinam melhor com as condições de espaço e luminosidade da sua horta.
  


Enviar por e-mail
|
Imprimir
|
Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário